Saturday, February 12, 2011

A nova frente?


[E não, não me enganei na bandeira...]

2 comments:

Eduardo F. said...

Não há nada de mal, de per si, numa eventual secessão no Iémen.

Miguel Madeira said...

Uma aspecto interessante de uma possível secessão do Iémen do Sul seria a atitude que pudesse ter face à Somalilandia.

Na tentativa de secessão de 1994, a Somalilandia foi a única entidade a reconhecer a "República Democrática do Iémen"; se, agora, o Iémen do Sul recuperasse a sua independência, fosse aceita pela "comunidade internacional" (o que só ocorreria se a secessão fosse feita com o consentimento do actual Estado iemenita) e se reconhecesse a Somalilandia (não faço ideia se o reconheceria ou não, mas para a Somalilandia o ter reconhecido em 1994 deve haver alguns laços entre os dois territórios) poderia ser a porta de partida para a "comunidade internacional" reconhecer a Somalilandia e abandonar a ficção que a Somália ainda é um Estado.